Publicado em Crisma

Os Setes Dons do Espírito Santo

“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco. É o Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece, mas vós o conhecereis, porque permanecerá convosco e estará em vós. Não vos deixarei órfãos. Voltarei a vós.” João 14, 16 – 18.

crisma-02

Celebramos Pentecostes no ultimo domingo, a obra de Pentecostes se concretiza na atitude da Igreja que ali nascia. Pelo Espírito Santo somos movidos aos confins da Terra, e a fazer maravilhas quase impensáveis aos nossos olhos, para tamanha obra o Espírito Santo nos deixou seus sete Dons, você os conhece?

 SABEDORIA – Pelo dom da Sabedoria, o Espírito nos capacita a conhecer a Deus na intimidade e também nos leva a conhecer a Sua vontade. Faz-nos perceber a mão de Deus em nossa vida, guiando os nossos passos e a julgar com igualdade e justiça

 

ENTENDIMENTO (INTELIGÊNCIA) – Pelo Entendimento, ou Inteligência, nos leva a ver as pessoas e o mundo com os olhos de Deus,  e não com a nossa “miopia humana”, que mais enxerga os defeitos e os erros do que as qualidades e as belezas das pessoas e das criaturas. Por esse dom somos levados a querer penetrar os mistérios de Deus e o seu conhecimento e ver as coisas de modo esclarecido

 

CIÊNCIA – O dom da Ciência nos leva a compreender e aceitar os planos de Deus revelados na Sagrada Escritura. Por esse dom muitos santos, embora quase analfabetos, tinham a ciência infusa das coisas de Deus e a discernir sobre o bem e o mal, entre o que é de Deus e o que é do mundo.

 

CONSELHO – O dom do Conselho nos faz sábios diante da vida e nos impulsiona a procurar a Deus e a levar os outros a Deus. Nos faz dar testemunhos positivos de vida derivados do entendimento e sabedoria

 

FORTALEZA – O dom da Fortaleza nos prepara para lutar contra as tentações e o pecado. Nos faz corajosos na defesa da fé, da “sã doutrina” (1 Tm 1,10) da Igreja, e nos ajuda a vencer as zombarias e o respeito humano. A Fortaleza também nos é dada para termos força e paciência para carregar a cruz de cada dia. Sem esse dom nos desesperamos diante do sofrimento e da dor. É a força e a  coragem para resistir as adversidades do mundo.

 

PIEDADE – A Piedade produz em nós o amor a Deus acima de tudo, afastando-nos de toda forma de idolatria (prazeres, amor ao dinheiro, status, fama, vanglória, poder, superstições, ocultismo, etc.) para adorar e servir somente a Deus. Faz-nos também vivermos como verdadeiros filhos de Deus, que ama o Pai com toda a sua vida: pensamentos, palavras e obras.  É também o dom que nos leva e capacita à oração permanente e humilde que tudo alcança. Faz-nos curvar a cabeça e o coração diante das coisas sagradas. Nos faz ter atitudes inspirada no amor e na simplicidade de Deus

 

TEMOR DE DEUS – O Temor de Deus não consiste em ter medo de Deus. Jesus nos revelou o grande amor de Deus na parábola do filho pródigo; o Pai sempre pronto a acolher e a perdoar o  filho que o abandonou. Esse Temor é o receio de ofender a Deus por ser Ele tão  bom e Santo. Não é medo de ofendê-lo e ser castigado, e sim receio de decepcioná-lo com o nosso pecado. Então, por amor a Deus, nos leva a fugir do pecado, já que este entristece a Deus, o decepciona e nos afastamos d’Ele.

Publicado em Crisma, Informativos

Celebramos Pentecostes

Com muito carinho, participamos ativamente das festividades de Pentecostes em nossa Paróquia na Comunidade Espírito Santo, além da Missa que a Crisma ajudou  organizar, nossa Igreja recebe Alexia, agora participante da mesa da Eucaristia.

Crisma na Missa de Pentecostes

Celebramos Pentecostes, ontem, hoje e sempre. Que o Divino Espírito Santo de Deus desça sobre cada um de nós, nos dê o dom do Entendimento (inteligência), para podermos ver as coisas de modo esclarecido; o dom da Sabedoria, para julgar com igualdade e justiça; o dom da Piedade, para ter nossas atitudes inspiradas no amor e na simplicidade de Deus; o dom da Fortaleza, para termos força e a  coragem para resistir as adversidades do mundo; o dom do Conselho, para sermos sempre testemunhos positivos de vida derivados do entendimento e sabedoria; o dom da Ciência para sempre discernir sobre o bem e o mal, entre o que é de Deus e o que é do mundo; e enchei-nos sempre do Temor, para que nossas ações nunca nos afaste de Deus.