Publicado em Questao em Debate

A Liberdade para se praticar o aborto

Em outra oportunidade, já havia escrito um tópico sobre o assunto, na ocasião, agora, volto a falar do tema, porém, por outro lado, sendo mais direto e mais claro.

Qual a necessidade de voltar a escrever sobre O aborto, e o “O” colocado em letra maiúscula foi proposital, demonstrando o quanto o assunto é importante e delicado, veio de um dado divulgado, que agora compartilho com vocês:

“China tem 13 milhões de abortos por ano, diz estudo.

Cerca de 13 milhões de abortos são realizados por ano na China, de acordo com relatos da imprensa do país. Uma pesquisa mostrou que o país tem cerca de 20 milhões de nascimentos por ano.

Os números revelam que a maioria das mulheres que fazem abortos são solteiras, com cerca de 20 anos. Pesquisadores acreditam que os números reais podem ser até maior, porque há muitas clínicas não-registradas de aborto. ”*

É um dado extremante preocupante e demonstra com a vida humana é desvalorizada, na China, país que possui a maior quantidade de população do mundo, onde tal prática é liberada com a desculpa de se manter a taxa de natalidade, simplesmente descarta uma vida como se não fosse importante, atentando contra as leis divinas.

Nossa Igreja, por meio de seus conceituados padres, a todo tempo se manifesta sobre o assunto, segundo ela, para o aborto provocado, no ponto de vista antropológico-teológico, afirma que a pessoa humana é imagem e semelhança de Deus (Gn 1,26), e tem por vocação o chamado a participar da própria vida de Deus em Jesus Cristo. Disto seguem vários pontos:

  • Desde o momento da concepção, a vida de qualquer ser humano deve ser respeitada de modo absoluto, pois a pessoa é a única criatura que Deus quis por si mesma.
  • A “alma espiritual” de cada pessoa humana é imediatamente criada por Deus.
  • Todo o seu ser traz a imagem do criador; “corpore et anima unus”
  • A vida humana é sagrada porque desde o início comporta a ação criadora de Deus, e é chamada a permanecer para sempre em relação vital com o criador.
  • Somente Deus é o Senhor da vida, desde seu início até o seu fim, por isso ninguém, em nenhuma circunstancia, pode reivindicar para si o direito de destruir diretamente um ser humano inocente.
  • Todo o ser humano, inclusive a criança no útero materno, tem o direito à vida imediatamente de Deus, não dos pais nem de qualquer outra pessoa.
  • Em nenhum caso o aborto deve ser promovido como método de planejamento familiar.

(O QUE A IGREJA ENSINA SOBRE… padre Mário Marcelo Coelho, scj, páginas 18, 19 e 20)

Como a inspiração pelo Santo Espírito, nossa Igreja se manifesta totalmente contra o que aborto, mas não se admirem se os números da China aumentar quando se tratar desse assunto, pois lá, a religião predominante é o Confucionismo, um pensador que sempre coloca a idéia de equilíbrio com as forças da natureza como forma de viver e lá, o cristianismo é perseguido, então é mais prático para eles ter uma árvore bem cuidada do que uma vida humana preservada.

Que ninguém se iluda quando o assunto em questão for o aborto, um cristão que se mostra a favor ou até mesmo na dúvida coloca-se contra a sua Igreja, e se colocando contra a sua Igreja, se coloca contra Cristo, pois se põem a favor de um assassinato.

Precisamos incentivar as novas gerações a valorizar a vida, um dom que precisa ser preservado e apreciado, um dom vindo diretamente do Criador.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s