Publicado em Formação, Maria, Santos

Maria na Igreja

Antes de conhecer Maria, precisamos voltar no tempo, na criação, quando Deus faz o homem, e lhe dar a mulher como companheira, Adão e Eva, mas por curiosidade, a mulher leva o homem a pecar, comendo o fruto proibido, Eva, naquele momento, leva o pecado para o mundo, convencendo Adão. O homem passou a pecar desde aquele momento.(GN 3,1-13). O profeta Isaías, anuncia uma jovem, que dará a luz a um filho, e ele se chamará Emanuel, este será o sinal da salvação da humanidade.(IS 7,14). esta jovem seria uma nova Eva, alguém a quem Deus confiaria a missão de trazer em seu ventre a salvação para a humanidade. Esta jovem se chama Maria, a virgem, imaculada, sem pecados,tamanha era a tua graça, que Deus não pensou duas vezes, é esta de quem Isaías fala.

Maria é a mãe da igreja, e assim como Adão e Eva, foi concebida sem pecado, pois antes os dois não possuíam pecados, pecaram depois. A diferença de Maria para eles é que ela nunca conheceu o pecado, e não recusou a obra do Pai, embora se recusa-se, nada sofreria, mas Maria mostra ser fiel a obra do Senhor, (Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela. LC 1,38), mesmo sabendo o que poderia passar,pois naquela época, uma jovem ficar gravida antes do casamento só existia duas coisas a fazer, encontrar quem a engravidou, conhecer o motivo, se for o caso, a morte para os dois seria solução, ou ainda expulsa-la da comunidade. Maria é o maior exemplo de fé que a humanidade conheceu, aceitou ser serva do Senhor, foi por meio dela que Jesus realiza o milagre nas bodas de Caná(JO 2,1-12).

Um detalhe interessante na historia de Maria, no calvário, estava junto de Jesus, Maria, sua mãe, a irma de sua mãe, Maria de Cleofas, e Maria Madalena. Jesus, ao ver sua mãe e,ao lado dela, o discípulo que ele mais amava, disse à mãe:”Mulher eis aí o teu filho!” Depois disse ao discípulo:”Eis aí tua mãe!” A partir daquela hora, o discípulo a acolheu em sua casa.(JO 19,25-27). Alguns estudiosos levam esta passagem como uma mensagem, Jesus pede a quem ele ama, sua mãe, para que receba aquele discípulo, o discípulo era João, que pode ser comparado a cada seguidor de Cristo, e diz ao discípulo que receba em tua casa sua mãe, ou seja, que cada seguidor de Cristo, receba Maria em tua casa,como mãe, então que a igreja receba Maria pois Maria receberá a igreja.

Maria, não é uma deusa, não tem poderes, não cura por conta própria. Ela é um instrumento de Deus para agir nos homens, por isso somente pedimos a ela que interceda por nós. Não adoramos a Maria, e sim lhe veneramos como serva fiel do Pai,e como a mãe do meu Senhor, assim com fez sua prima Maria Izabel (Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo;E exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.;Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?;Bem-aventurada és tu que creste, pois se hão de cumprir as coisas que da parte do Senhor te foram ditas! LC 1,41-45). antes do nascimento de Jesus, Maria ja era reconhecida como a mãe de Deus, não somos nó católicos que inventamos isso, mas sim uma verdade proclamada a mais de 2 mil anos, diferente do que pensam os nossos irmãos protestantes.

Reconheçamos em Maria a obra de Deus Pai, santa e imaculada virgem, ouvi nosso pedido e interceda a Deus por nós.

Anúncios

Autor:

Membro da Paróquia Santo Agostinho, em Contagem Minas Gerais, onde é catequista de Crisma há mais 12 anos. Foi por 4 anos, Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística, recentemente coordenador de Liturgia, além de passagens pelo Grupo de Jovens e do Encontro de Jovens com Cristo. Desde de que foi implantada na pastoral de Crisma uma turma exclusiva para formação de catequistas, é o principal membro formador desta turma. Por estas experiências acima e outras não citadas, é um dos membros do conselho de formação, a qual cabe a missão de coletar, selecionar, preparar, montar e atualizar todo material que será usado ao longo do curso, bem como a formação a ser passada para os catequistas, assim como quase todos os posts desta pagina são de sua autoria ou seleção, alguns inclusive são do antigo Blog pessoal QUESTÃO EM DEBATE, que em 2007 ganhou indicação por seus artigos sobre A Nova Era, e Os Erros da Teologia da Libertação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s