Publicado em Projetos Crisma

Projeto Pré – Crisma – Paróquia Santo Agostinho

A Pastoral de Crisma é uma formadora de novos cristãos, estes, de forma louvável, desejam aprender mais e passar adiante os ensinamentos e a vivência de nossa Igreja. Contudo, o trabalho da pastoral será facilitado se o jovem que chega até o curso de formação já tiver sido instruído de forma básica anteriormente. Esperamos que tal instrução básica, sobre os fundamentos da fé, vida em sociedade e doutrina da Igreja, venham de outras duas catequeses, a 1ª Comunhão e a Perseverança.

O atual cenário das catequeses de perseverança de nossas comunidades

Em nossa paróquia, há uma separação do tempo entre a idade de ingressar no curso de Crisma (ser maior de 16 anos até o dia da Confirmação) e a idade que a criança ou pré-adolescente participa de outras pastorais. Sabe-se que nem todas as comunidades dispõem de um grupo de Perseverança coeso e atuante, nestas comunidades são poucos que recebem a 1ª Comunhão e continuam na comunidade de alguma forma até poderem ingressar na Crisma com a idade permitida, os que ainda frequentam a Perseverança, não são regulares e quando estão aptos em idade, chegam sem a merecida instrução ou apoio necessário para vivenciar a formação crismal já que faz muito tempo que recebeu a catequese, alguns acabam até por esquecer o que aprenderam nos anos de catequese inicial. Há de se mencionar que nas comunidades que os grupos de Perseverança existem com uma boa quantidade de participantes e regularmente, a diferença de idade entre os participantes torna o trabalho um pouco mais complicado, uma vez que a mentalidade de quem tem entre 10 e 12 anos diverge completamente de quem tem 13 ou mais, neste cenário, a desistência de quem tem mais idade é um problema recorrente.  Outro problema em todas as Perseverança é a quantidade e atuação de seus catequistas.

 

JOVENS EVANGELIZANDO JOVENS

“Quando evangelizados — com testemunho e metodologia — os jovens se empolgam com a pessoa e o projeto de Jesus Cristo. Por que, contudo, face à Igreja muitos mostram resistência? Muitos jovens têm dificuldade para entender que eles são Igreja ou não se sentem acolhidos nas comunidades. Constatamos que a imagem que muitos deles têm da Igreja é de algo ultrapassado, burocrático, e que fala uma linguagem que não se conecta com sua vida. Frequentemente compreendem – na apenas como instituição e não como a comunidade dos seguidores de Jesus” – DOC 85 da CNBB.

Com base na afirmação acima, uma vivencia, acompanhada de mais formação catequética antes de se tornarem crismandos pode fazê-los receber e atuar de forma mais enérgica cada momento durante o curso de Crisma e ir além, pois o jovem já inserido em sua comunidade de origem passaria a atuar e a tomar para si a responsabilidade de fazer diferença.

A Pastoral de Crisma, ciente da situação de todas as comunidades e preocupada com os jovens antes, durante e depois de crismados propõe a ampliação (ou reestruturação) dos grupos de Perseverança, e/ou ainda a criação de uma nova etapa para a catequese pós-primeira comunhão com uma nova forma de trabalho, baseado já no modelo adotado pela Pastoral de Crisma em sua formação de jovens sendo organizada e transmitida por jovens e adolescentes. Iremos batizar a iniciativa de Crisma – Modulo I.

 

CRISMA – MÓDULO I

CRIAÇÃO E OBJETIVO

A criação deste novo conceito de evangelização de adolescentes e pré-adolescentes em nossa paróquia tem como foco principal atuar nas comunidades fortalecendo e colaborando com os grupos de perseverança ou mesmo grupo de jovens. Não é nosso plano substituir os grupos de Perseverança, pré-adolescentes ou de jovens  já existentes e que dão certo em cada comunidade, uma vez que o publico alvo são jovens que ainda não tenham idade para receber o Crisma.

O objetivo é fortalecer a formação catequética, aproveitando os adolescentes que acabaram de receber o Sacramento da Comunhão e conduzi-los da melhor forma para a formação de Crisma, enquanto isso, reforçar a presença deles em suas comunidades e já criar a vivencia e experiência de catequistas para os aspirantes a missão de atuar na catequese de Crisma.

 

PISTAS DE AÇÃO:

Organizar, capacitar e agir

– Promover em todos os níveis de organização uma pedagogia que favoreça o crescimento afetivo entre os jovens e adolescentes.

– Promover a realocação dos jovens crismados em suas comunidades de origem.

– Capacitar os assessores e coordenadores dos grupos e equipes de coordenação a partir da vivencia de Jesus com seus apóstolos: convivência, oração e planejamento em comum.

– Promover cursos de formação para que haja maior profissionalização e clareza metodológica da parte dos jovens e agentes de pastoral que estão conduzindo o processo de evangelização dos jovens e adolescentes.

 

Incentivar sempre

– Incentivar a sistematização de experiências, como instrumento de memória, partilha e motivador de novas experiências.

– Incentivar o hábito de leitura e proporcionar artigos, livros, documentos, CDs, DVDs, gerando uma biblioteca atualizada principalmente nas periferias e dioceses mais afastadas dos grandes centros urbanos.

 

Acompanhar, avaliar e valorizar

– Organizar, valorizar e acompanhar os grupos de jovens e adolescentes nas comunidades.

– Valorizar as diferentes expressões culturais existentes como meio pedagógico de formação e envolvimento de jovens (dança, teatro, esporte, grafite, paródias, arte, bandas).

– Avaliar periodicamente em que estágio se encontra cada grupo de os jovens e adolescentes, oferecendo-lhe pistas concretas que contribuam com a sua evolução.

– Encaminhar com urgência a sistematização de uma Pastoral de Adolescentes que desemboque, processualmente, numa evangelização da juventude tomando em conta as realidades psicológicas, biológicas, pedagógicas, teológicas e sociais de uma pessoa dos 12 aos 16 anos.

 

Envolver todos os participantes

– Envolver gradativamente os jovens e adolescentes em atividades próprias da comunidade de fé, favorecendo-lhes experiência de solidariedade, partilha e co-responsabilidade.

– Organizar experiências significativas para a prática do voluntariado.

 

OBJETIVOS PRINCIPAIS DO PROJETO CRISMA MÓDULO I

– Resgatar a formação e atuação dos jovens e adolescentes em todas as comunidades de nossa paróquia antes de estarem aptos a participarem do curso de Crisma.

– Fortalecer a pastoral da Perseverança, restrita ou quase extinta em certas comunidades.

– Dar continuidade ao ESTAGIO PASTORAL e PÓS – CRISMA, e incentivar o jovem a atuar mais na Igreja e não apenas na CRISMA principal.

– Descobrir e capacitar melhor os jovens que ainda não sabem como e onde podem atuar ou qual o seu dom que poderia colocar a serviço pastoral participando ou mesmo organizando a Pré-Crisma.

 

LOCAL E FORMA ATUAÇÃO DO PROJETO CRISMA MÓDULO I

Diferente da Crisma de Jovens, o Crisma Módulo I, atuaria de forma fragmentada, ou seja, cada comunidade teria seu grupo, atuando de acordo com a realidade particular de cada uma.

A organização ficaria a cargo dos atuais membros da Crisma, Catequista, Pré-Catequistas, Crismados ou Crismandos, com a participação de membros da comunidade que se interessasse em ajudar de alguma forma.

O material pedagógico e a forma de atuação a serem usados seriam uma junção do que já é usado nas Pastorais de Crisma e de Perseverança.

Os encontros aconteceriam de acordo com a disponibilidade de horários tantos da comunidade quanto dos realizadores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s